PRINCIPAL
HISTÓRIA
CASAMENTOS
CENTRO DE ESTUDOS
SEMINÁRIO
BIBLIOTECA
ÁUDIO
VÍDEO
ORGANIZAÇÃO
CELEBRAÇÕES
ENDEREÇOS
NOTÍCIAS
LINKS
LIVRARIA

Igreja Católica Liberal

Visite-nos no FACEBOOK!

RÁDIO
MÚSICA
SACRA


ACIONE ">" PLAY
ABAIXO PARA OUVIR

OUVIR A RÁDIO MÚSICA SACRA COM O WINDOWS MEDIA PLAYEROUVIR A RÁDIO MÚSICA SACRA COM O WINAMPOUVIR A RÁDIO MÚSICA SACRA COM O ITUNES OU QUICKTIMEOUVIR A RÁDIO MÚSICA SACRA COM O REALAUDIO PLAYER


ADQUIRA
LIVROS
DE
AUTORES
RECOMENDADOS






















eXTReMe Tracker


     
    batet

    ADVENTO

    2011

     

    Caros Irmãos e Irmãs em Cristo:

    Este domingo, a cristandade celebra o começo um novo Advento, e nós na Igreja Católica Liberal, como uma Igreja Cristã Católica, mas de uma profunda Tradição de Misticismo e Conhecimento que os gregos chamaram Theo-sophia, também estaremos observando este tão importante período do Ano Cristão

    Advento, como período tão importante no Calendário da Igreja, abre-nos  a mente e o coração como uma verdadeira preparação interna, a uma mais profunda percepção da vida religiosa. A qual não é diferente da vida espiritual, viver uma vida religiosa é produzir uma profunda mudança interna em nossa consciência, como Seres espirituais, dotados da magnificência de Deus, como nossa Origem. Preparar-nos para o caminho espiritual é produzir uma mudança. Onde se produz tal mudança? Para muitos no intelecto, para outros no coração. Creio que não podemos separar o ser humano em partes estanques entre si. Não podemos produzir uma mudança importante em nosso interior sem o desenvolvimento da mente como conhecimento; tampouco sem o desenvolvimento de um sentimento de uma cada vez maior compaixão e reconhecimento de tudo que vive. Diz-se que uma vida religiosa não é tanto uma prática externa senão uma profunda vida interior manifestando-se do centro de nossa alma para os limites sem limites da Existência.

    O homem verdadeiramente espiritual não discrimina de maneira nenhuma a outros seres humanos, não  deve ser sectário de nenhuma forma, nem fundamentalista com as ideias, nem intolerante pela forma de pensar de outros,  não deve ser de maneira nenhuma artificial, por assim dizer viver aparentando uma realidade que ele sabe que em sua interioridade não existir. O homem que começa a ser sábio busca a Vida Interna, sem deter-se no externo. A Vida Interna existe em qualquer parte em todo o Universo, e é Deus em nós, por nós e ao redor nosso.

    Ver deus em Tudo é para mim a verdadeira armadura da Luz, o  descobrir da Majestosa  Grandiosidade de Deus, que qual Grande Arquiteto criou com Força, ordenou com Sabedoria e ornamentou com Beleza este Seu Universo.

    Deus tem um Plano, e esse Plano é a Evolução de tudo o que existe, nós incluídos nessa Evolução Divina.

    Quando o homem começa a viver em sintonia com a natureza, descobre a voz interna do som maravilhoso de todas as coisas. Nada está desconectado dessa maravilha infinita de ser parte dessa Alma Universal de Deus que a tudo o penetra e dá Vida, Substância, Força e Matéria ao Universo.

    Viver uma vida de simplicidade é saber renunciar mas, que é saber renunciar? Qual é a atitude correta na mente e o coração no ato de renunciar? Renunciar às comodidades possivelmente não seja tão difícil mas , como trocar, que é um modo de renunciar, às atitudes psicológicas? Todos temos este trabalho a fazer, e o valor do mesmo talvez não o compreendamos plenamente. Deveríamos proceder na vida de modo que consigamos nos modificar, mas não para ganhar mais dinheiro, para ter mais importância, ou ganhos na vida mundana e seus pertences. Devemos aprofundar no significado da vida, e isto não é fácil, e para isto devemos nos preparar internamente; e o Advento, como a Quaresma, é um período de profunda preparação para a mudança. Quantos estamos dispostos a fazê-lo? Geralmente vivemos nossas vidas diárias pensando tão somente na próxima coisa que vamos adquirir e assim passamos pela vida tão somente vendo-a diante de nossos olhos.

    Essencialmente saber renunciar é: liberar do pequeno eu, fazendo-o desaparecer de nossa natureza e desta forma lentamente já não faremos o que esse pequeno eu nos compele a fazer, mas sim será o ser interno quem começa lentamente a florescer, passo a passo. Alguns exemplos de vida na história temos daqueles compreenderam rapidamente porque vivemos nesta terra. Mas, o que é substituir o eu egoísta? Provavelmente, o eu é uma forma de condicionamento a que todos temos que enfrentar vida após vida. O que significa que devemos seguir pela vida não reagindo às muitas coisas que encontramos no caminho. É muito difícil viver sem reagir, mas ao mesmo tempo, sem renunciar jamais a um profundo sentimento de compaixão sem limites, compaixão que não machuca, mas sim é a profunda realidade interna que nos conecta com a maravilha real da vida em cada ser, seja quem for.

    Qual é a relação com todas as coisas que existem em um mundo unido? Podemos observar que a maioria atualmente não possui nenhum vinculo de relação profunda.  Se lermos e nos interiorizarmos pela quantidade inimaginável de animais, aves etc., que estão sendo objeto de satisfação do prazer é incrível e ao mesmo tempo nos faz  nos envergonhar de nossa orgulhosa humanidade, e isto está acontecendo a todo tempo e a cada instante.

    Em primeiro lugar devemos nos preocupar com ver o mundo físico como realmente é. Alguns já começam a pensar de como nossas vidas estão entrelaçadas, inteiramente dependentes de toda e cada uma das formas de vida. A maioria de nós não pode ver assim agora, percebemos  coisas separadamente, animais, árvores, as grandes montanhas, os majestosos lagos  etc., e realmente preocupa-nos o que acontece ao nosso redor ou à nossa volta.

    Se formos valentes para tomar a mudança necessária de nossa forma de pensar e sentir em nosso coração, sem estar enfrentado a ninguém ou nada, mas pensando por nós mesmos, veremos com assombro que tudo está conectado no mundo maravilhoso da Natureza e que formamos parte de um Dever profundo perante tudo, de que agora não somos conscientes.

    O mundo em que vivemos, as plantas de nossas casas, a erva, os animais que nos acompanham na vida, são parte da totalidade.

    Para despertar a este estado de percepção profunda da natureza não  encontramos uma técnica em livros , conferências  ou tecnologias; e é a Sagrada Tradição Milenar dos Sábios de muitos países e povos.

    O tão somente pensar na moderna tecnologia, sem descartá-la, mas não sendo escravo dela, e de um conhecimento supérfluo da natureza, nos impediu de pensar retamente.  Ainda hoje o homem acredita que é o melhor e o mais importante da criação, mesmo que esteja em círculos espirituais, segue sendo o homem o único importante, entretanto, basta vermos o mundo circundante, as mudanças climáticas,  a manipulação genética. A clonagem, a desertificação, a destruição dos bosques, a horripilante forma de tratamento dos animais, tudo é produzido pelo homem, e é provável que não sejam os últimos veremos.

    A Natureza possui inimagináveis profundidades de sutileza e harmonia, basta observar o voo como uma dança ao iniciar sua viagem as andorinhas e outras espécies migratórias param nos maravilhar até as lagrimas.

     

    Diz-se que os mais íntimos segredos e profundidades da natureza são abertos e revelados somente aos puros de coração, quer dizer aos Seres totalmente inegoístas. A Beleza da Vida e sua Unidade é a Expressão Sublime de Deus, como um Grande Arquiteto Universal, um Grande Geômetra que tudo manifesta em Harmonia, Beleza e Sacralidade.

    Disse em uma oportunidade o grande filosofo e pensador J. Krishnamurti:

    (...) ”Se pudéssemos estabelecer uma relação profunda e duradoura com a Natureza, jamais mataríamos a um animal para satisfazer nosso apetite, jamais faríamos mal a um macaco, a um cão ou a um porquinho das índias praticando neles a dissecação para nosso próprio benefício. Encontraríamos outros meios para curar nossas feridas, nossos corpos" (...)

    Vivamos o Advento com simplicidade, vida dedicada, serviço e nos encaminhemos para o Natal com alegria.

    Que o Senhor abençoe a todos.

    Domingo do Advento, 2011

    Miguel Angel Batet

    Bispo Ordinário da Província Argentina

     

    Bispo Comissário para as Províncias do Brasil e Uruguai